Melasma tem cura?

Publicado por link9 em
Tratamento Melasma

Esta é a pergunta que não quer calar

O melasma é uma mancha acastanhada escura que compromete principalmente as mulheres jovens aparecendo no rosto e destruindo a autoestima das mesmas.

Até há pouco tempo atrás o melasma era considerado uma mancha com excesso de melanina causada pelo sol.

Hoje sabemos que o melasma é muito mais que isso, pois também estão envolvidos a genética, os hormônios, o estresse e até mesmo o grau de envelhecimento de cada pele.

O melasma é uma alteração de pele multifatorial onde o sol, a luz visível e o calor estimulam a formação de substâncias inflamatórias gerando um ciclo vicioso interminável.

Pele manchada

A pele manchada é uma pele muito mais envelhecida do que a pele adjacente sem mancha.

O estresse e a ansiedade, além dos hormônios das pílulas anticoncepcionais também podem piorar o melasma.

Na gravidez os hormônios femininos estão aumentados, bem como o hormônio melanócito estimulante, que aumenta no sangue sempre que tomamos sol. Sendo assim, não adianta proteger o rosto e tomar sol no corpo pois o melasma irá piorar de qualquer forma.

Tratamento - Melasma tem cura?

O tratamento do melasma deve ser feito pelo médico dermatologista especialista, pois ele saberá interferir em todos os fatores relevantes para melhorar essa mancha.

A proteção solar é fundamental e precisa ser com filtro solar de número alto que proteja da radiação ultravioleta B, ultravioleta A, luz visível e também luz infravermelha, que agride a pele pelo calor. Ele pode ser melhorado com o ácido tranexâmico via oral, que age em toda a cadeia provocativa do melasma, mas é um remédio e não pode ser tomado por qualquer paciente.

O melasma também é tratado com substâncias tópicas como hidroquinona, ácido retinóico, vitamina C, ácido kógico, miacinamida, tiamidol e cisteamina, que é uma medicação tópica recente e tem tido bons resultados no melasma.

Mesmo com todo esse tratamento, o pigmento que se acumula na pele precisa ser retirado.

Laser para tratamento

Nesse sentido tenho bons resultados com o laser NdYag Q-switched. Esse laser é específico para o melasma porque libera energias baixas, tem o pulso curto (nanosegundos) e portanto não provoca calor excessivo nem efeito rebote no tratamento do melasma.

Resumo do tratamento:

  • Conhecer sobre a doença.
  • Diminuir o estresse geral.
  • Avaliar a suspensão de pílulas anticoncepcionais.
  • Tratamento tópico evintando hidroquinona em excesso.
  • Ácido tranexâmico via oral, se recomendado pelo médico.
  • Filtro solar com fator de proteção alto, com pigmento para proteger da luz visível e que consiga esconder o melasma.
  • Laser NdYag Q switched para eliminar a mancha, sem efeito rebote.
  • Esse laser tem que ser feito semanalmente e por pelo menos 12 sessões.

Respondendo a pergunta inicial, o melasma praticamente pode ter cura para você, dependendo dos cuidados adotados e aderência ao tratamento prescrito.

 

Dra. Denise Steiner - Dermatologista - CRM: 36.505 - RQE 6185

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &