ACNE DA MULHER ADULTA

NOVA acne-na-mulher-adulta-3 (1)A acne é um processo inflamatório que compromete o folículo pilo sebáceo, promovendo o aparecimento de lesões como cravos (comedões), espinhas, abcessos, cistos e posteriormente cicatrizes.

A estrutura da pele, que está relacionada ao aparecimento da acne é a glândula sebácea. Essa glândula é inativa e insignificante nas crianças, mas cresce e se transforma na puberdade, estimulada pelos hormônios produzidos nessa época da vida.

A acne compromete principalmente as adolescentes e adultos jovens, que passam por essas modificações hormonais. No entanto, cresce cada vez mais a chamada “acne da mulher adulta”, que aparece numa mulher e que nunca teve acne quando adolescente e só apresenta esse quadro mais tardiamente, geralmente após os 25 anos.

Diferente da acne do adolescente, que ocorre na face toda, principalmente na testa e região malar, a acne da mulher adulta surge no queixo, linha da mandíbula e também pescoço. As lesões da acne da mulher adulta são inflamadas, doloridas e grandes, deixando manchas e marcas nessa região. Também pode haver associação com acúmulo de pelos e queda de cabelo.

Geralmente a acne da mulher adulta piora antes da menstruação e não costuma melhorar com os tratamentos convencionais. Essa acne, tem relação com alterações hormonais, sendo associada mais frequente ao ovário policístico. Pode também haver distúrbios da glândula adrenal, inclusive piorando muito em situações de estresse intenso.

O médico dermatologista é especialista no tratamento dessa alteração por dominar toda a fisiologia hormonal da pele.

A acne da mulher adulta pode ser tratada com pílulas anticoncepcionais, drogas anti-androgenicas, como a espironolactona, isotretinoína e também metformina, além de laser, entre outros.

A investigação hormonal é importantíssima, pois caso seja confirmado, ocorrerá o tratamento específico.

O controle do estresse, a dieta e também uso adequado de cosmecêuticos são fundamentais para o melhor resultado do tratamento.

No caso da dieta devem ser controlados o leite e derivados e os alimentos de alto índice glicêmico (açúcar, doces, pães e massas), pois estes provocam alterações de hormônios, que indiretamente afetam o metabolismo dos andrógenos.

A melhor combinação de medicamentos para cada situação vai depender da expertise do profissional. A isotretinoína é uma medicação interessante para a acne da mulher adulta, pois diminui o tamanho da glândula sebácea, porém deve ser respeitada a restrição à gravidez e outras contra-indicações. Também podemos usar o LED (luz) azul para ajudar no tratamento. Outra alternativa é a terapia fotodinâmica onde usamos o ácido aminolevulínico na pele por volta de 2 horas e depois a luz vermelha especifica para agredir glândulas sebáceas.  Esse ácido é de uso tópico, penetra na pele, marca as glândulas sebáceas que depois com a luz serão agredidas e parcialmente destruídas, ajudando a melhorar a acne inflamada. A luz também agride a colônia bacteriana que promove a infecção na acne.

A acne da mulher adulta é perturbadora e compromete a autoestima das mulheres que apresentam esse quadro. É preciso diagnosticar, avaliar os exames de sangue, analisar os fatores ambientais e indicar a melhor combinação de tratamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *