VITILIGO

Publicado por denisesteiner em

No próximo dia 10 de junho, darei uma aula sobre vitiligo no 23º Congresso Mundial de Dermatologia, a ser realizado em Vancouver, Canadá – de 8 a 13 de junho.

Nesta oportunidade, falarei sobre minha experiência no tratamento de vitiligo. Como muitos sabem, esta doença se caracteriza por manchas completamente brancas, de vários tamanhos, que podem se localizar em qualquer parte do corpo, inclusive nas mucosas e no couro cabeludo, causando sérios problemas relacionados ao convívio social e a autoestima.

Até hoje, não se sabe ao certo quais são as causas do vitiligo e, justamente por isso, há uma grande dificuldade para os médicos escolherem qual é o tratamento considerado o ideal, o mais apropriado e que responda de forma totalmente eficaz.

Na realidade, existem várias teorias para explicar o aparecimento do vitiligo, mas nenhuma delas ainda é definitiva e completa. É como se tivéssemos um quebra-cabeça e faltassem algumas peças que fariam a ligação de tudo. A grande dificuldade com relação ao vitiligo é que mesmo com a situação contornada existe a possibilidade da doença retornar. O diagnóstico é clinico, feito pelo dermatologista e não há necessidade de biópsia.

O tratamento desta dermatose é controverso e não está completamente estabelecido. São usados corticoides via local e oral para ajudar o controle da doença. Também é feita a fototerapia, que é o tratamento com luz UVB e UVA para estimular a produção do pigmento. É importante enfatizar que quanto antes o tratamento for feito, maior a chance das manchas desaparecerem.

Uma boa novidade para o tratamento é o uso da minociclina, que pode interromper a progressão da doença. O estresse oxidativo mediado pelos radicais livres parece ter grande importância na destruição dos melanócitos. A minociclina possui ação anti-inflamatória, imunomoduladora e varredora de radicais livres, além de ser bem conhecida por seus efeitos antimicrobianos. Desta forma, a minociclina oferece uma abordagem única e potencialmente poderosa para o combate da atividade da doença.

Uma resposta para “VITILIGO”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &