O que são essas manchas brancas e marrons na minha pele?

Publicado por link9 em
leucodermia

Você já reparou em manchas brancas redondas que podem estar no seu braço ou perna?

Elas não coçam e não doem e estão misturadas a outras manchas acastanhadas distribuídas pelo corpo.

Essa mancha é muito confundida com vitiligo e compromete pessoas de todas as etnias e mais frequentemente após os 40 anos.

Elas são chamadas de sardas brancas, mas o nome técnico é leucodermia pontoada.

Já as manchas acastanhadas são confundidas com os sinais que chamamos de nevos.

Elas são escuras e denominadas melanoses solares e ocorrem mais em pacientes de pele clara.

Esses dois tipos de manchas embora com colorações e aparência diferentes, são causadas pela agressão da radiação solar.

A luz solar é formada por vários tipos de luzes que tem comprimentos de onda diferentes.

A radiação ultravioleta B chega à superfície terrestre entre 10 e 14 horas, sendo causadora do câncer de pele pois agride diretamente o DNA celular.

A radiação ultravioleta A existe desde o amanhecer até escurecer e penetra mais profundamente na pele. Ela agride os vasos, as fibras de colágeno e vários tipos celulares que estão na derme.

A luz visível também faz parte da radiação solar e penetra na pele, agindo em receptores específicos que produzem mais melanina.

A radiação infravermelha esquenta a pele e aumenta a produção de radicais livres.

Durante toda a vida somos continuamente agredidos por essas luzes, que provocam danos à pele, que vão desde manchas, passam por rugas e flacidez e até o câncer de pele.

O tratamento preventivo para essas manchas é filtro solar e hidratantes usados diariamente, principalmente frente à exposição solar.

As manchas acastanhadas que aparecem no peito, braços, mãos e pernas são tratadas com peelings clareadores e também lasers que têm comprimento de onda específico para destruir a melanina.

O laser é aplicado no local, gerando calor com sensação de queimadura. A pele fica mais escurecida, com formação de crosta, que dura cerca de sete dias.

A pele, no período de recuperação, precisa ser hidratada e protegida do sol.

A mancha branca, que é a “sarda branca”, é tratada com uma técnica especial denominada micro infusão de medicamento na pele MMP®.

Nesse caso é usada uma pequena máquina de tatuagem que tem agulhas que aspiram o medicamento e ele é aplicado na pele.

O medicamento é específico, com capacidade de diminuir a fibrose e estimular o funcionamento do melanócito.

A aplicação é feita em uma a três sessões com intervalo de três semanas.

A pele fica machucada e pode formar crostas muito finas que duram cerca de três a quatro dias.

A pessoa pode tomar sol para estimular a produção de pigmento no local.

Preste atenção aos sinais da sua pele.

Cuide-se.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pesquisar

Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &