Existe a Pílula para crescer cabelo? Vamos conversar sobre minoxidil

Publicado por link9 em
minoxidil

Vamos conversar sobre minoxidil

O crescimento capilar é constante, seguindo sempre num ciclo regular de crescimento, repouso, queda e novamente crescimento, repouso e queda e assim por diante.

Neste processo, o organismo gasta energia em quantidade significativa para esta renovação celular.

O maior gasto energético no nosso corpo ocorre com as células vermelhas do sangue e o segundo lugar desse consumo é com o folículo piloso.

Por esse motivo, quando ocorrem eventos estressantes e desgastantes para o organismo, geralmente ocorre também uma repercussão de queda de cabelo.

Portanto, quando estamos equilibrados e saudáveis, o fio de cabelo cresce por volta de quatro anos, que é a média de tempo da fase de crescimento capilar (anágena) e depois entra numa fase de repouso que dura cerca de três meses (telógena) e então cai e recomeça o ciclo novamente.

Porém, quando não estamos saudáveis e temos doenças como a Covid, pneumonia, doenças da tiroide ou emagrecimento intenso, estresse exagerado, cirurgias, podemos ter queda de cabelo cerca de dois a três meses depois.

Isso acontece porque no momento da agressão, o crescimento capilar é interrompido, o fio entra para o repouso e cai dois a três meses depois.

Além disso existem também doenças como a calvície e alopecia areata, onde o cabelo cai por motivos específicos daquela alteração.

O minoxidil é bastante conhecido como medicação para a queda e afinamento capilar.

Já em 1980 foi observado que pacientes tratados para hipertensão com minoxidil oral melhoraram da queda de cabelo.

Ao longo do tempo o minoxidil tópico com concentração de 5% vem sendo muito utilizado para o tratamento da calvície com a posologia de duas vezes ao dia.

No entanto há cerca de quatro anos vem sendo publicados vários trabalhos científicos com a utilização do minoxidil via oral em baixa dosagem.

O minoxidil sistêmico em baixas doses tem sido muito eficaz e seguro para o tratamento da perda capilar.

O minoxidil age provocando maior vascularização, aumenta a velocidade do crescimento capilar, prolonga a fase de crescimento e torna o cabelo mais espesso e saudável.

O minoxidil em pílulas é utilizado na dose de 1,5 a 2,5 mg/dia com a ingestão de uma por dia.

Sua utilização por via sistêmica é mais prática e fácil do que a aplicação local.

As mulheres preferem o uso via oral, pois o minoxidil tópico provocava modificações na cosmética capilar e a aderência ao tratamento era muito dificultada.

O minoxidil sistêmico em doses baixas tem poucos efeitos colaterais, entre eles hipertricose e edema de membros inferiores.

Os pacientes com hipertensão têm um benefício extra. Trata-se de uma medicação ainda off label e embora muito eficaz, tem que ser indicada pelo médico. Isso porque ele irá avaliar se há indicação e se existem impedimentos específicos em cada paciente.

A queda de cabelo terá melhor prognóstico quanto antes for tratada.

Cuide-se.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pesquisar

Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &