Técnicas de preenchimento – O que mais precisamos saber

Publicado por link9 em

O tratamento das rugas e sulcos com preenchedores é cada vez mais frequente entre homens e mulheres. Além do preenchimento específico hoje conseguimos reestruturar, volumizar e harmonizar a face.

O tratamento preconiza a injeção de substâncias como ácido hialurônico, hidroxiapatita de cálcio e mais recentemente a policaprolactona no rosto, utilizando agulhas e/ou cânulas especiais.

No entanto, esse tratamento não é uma simples receita de bolo com medidas sempre iguais, mas depende de uma avaliação detalhada de cada rosto.

Essa consulta deve ser feita pelo médico especialista que além de analisar a indicação e as contraindicações de cada caso, irá escolher o melhor preenchedor para cada situação.

Os preenchedores devem ser evitados em pessoas com doenças autoimunes ativas como lúpus eritematoso, artrite reumatoide ou retocolite ulcerativa. Nessa consulta o médico juntamente com a paciente vai avaliar as necessidades e desejos de cada individuo e traçar um plano de tratamento.

O tratamento pode ser de reestruturação com as técnicas similares ao MD CODES que identificam os pontos de sustentação, volumização e detalhamento da face.

Esses pontos funcionam como vetores que irão neutralizar as forças que provocam a flacidez do rosto como um todo. Geralmente aplicado nesses pontos levantamos e projetamos delicadamente a região malar. As sobrancelhas também podem ser levantadas de forma natural e a região temporal quando esvaziada pode ser preenchida melhorando o aspecto cadavérico que essa alteração pode produzir. Também o terço inferior pode ser corrigido definindo a linha da mandíbula, projetando o queixo e eliminado o odiado bigode chinês. O fechamento em chave de ouro desse procedimento inclui o preenchimento das olheiras, correções estéticas do nariz e também a definição e aumento dos lábios, quando necessário.

Esse tratamento, embora natural tem resultado semelhante a um lifting cirúrgico sem cicatrizes e com recuperação rápida.

Tudo isso é possível, porém, é necessário que o especialista conheça em detalhes os produtos que devem ser escolhidos para cada etapa do tratamento.

Hoje há uma diversidade imensa de produtos cada qual com uma característica específica. Para escolher o produto certo, que promoverá o melhor resultado é preciso conhecer as propriedades reológicas de cada um, isso inclui saber o potencial de viscosidade, capacidade de projeção, de espalhamento, de duração e de estímulo do colágeno.

Talvez pela má escolha do produto para cada indicação e  local do rosto, sejam vistos resultados ruins e pouco naturais em várias situações.

Quando o planejamento e execução desse programa de reestruturação facial é correto, o resultado final será bonito, natural e duradouro. Isso porque quando colocado o plano correto os preenchedores também são estimuladores do colágenos melhorando  a qualidade e saúde da pele.

 

Dra. Denise Steiner – CRM 36.505
Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Residência no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo
Doutora em Dermatologia pela UNICAMP
Conselheira da Sociedade Brasileira de Dermatologia
Presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo 2005
Presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Biênio – 2013/2014
Coordenadora Científica da Sociedade Brasileira de Dermatologia - 2015/2016
Coordenadora da Educação Médica Continuada da Sociedade Brasileira de Dermatologia - 2015/2016
Professora Titular da disciplina Dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes
Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD
Membro da Academia Americana de Dermatologia – AAD
Membro da Academia Europeia de Dermatologia e Venerologia - EADV
Coordenadora do Capítulo de Cosmética do Colégio Cosmética do Colégio Ibero Latino – CILAD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &