IMCAS 2019 (International Master Course on Aging Science)

Dra. Denise Steiner participou do IMCAS,  muitos temas importantes abordados na profundidade como Plasma Rico em Plaquetas – PRP, Melasma, Acne,  Preenchimento, Tratamento estéticos nos homens, Tratamento das mãos, Rosácea, Rejuvenescimento do pescoço, uso de Bioestimuladores , entre outros.

Plasma Rico em Plaquetas – PRP

Em janeiro de 2019 ocorreu mais um evento do IMCAS (International Master Course on Aging Science) que é um dos melhores congressos na área de envelhecimento e cosmiatria dermatológica. As sessões desse evento são objetivas e interativas com oportunidade de discutir com médicos do mundo inteiro.

A técnica denominada Plasma Rico em Plaquetas foi uma das mais discutidas. Trata-se de um procedimento onde o sangue do paciente é colhido, centrifugado e a parte rica em plaquetas é aplicada na área a ser tratada. Há várias indicações para o tratamento com Plasma Rico em Plaquetas, como: alopecias, rugas, flacidez, estrias, cicatrizes entre outras.

Após a coleta e centrifugação a parte do plasma com maior concentração de plaquetas pode ser injetada e promove a liberação de fatores de crescimento naturais que agem em receptores específicos e estimulam reações teciduais.

Uma das indicações mais interessantes com o tratamento de PRP é a alopecia androgenética ou calvície.

O serviço de Dermatologia da UMC foi pioneiro e acaba de finalizar uma pesquisa em 20 pacientes com diagnóstico de alopecia androgenética tratados com injeções de PRP no couro cabeludo 1 vez ao mês durante 3 meses com resultados alentadores.

No congresso foram relatadas várias outras experiências interessantes com o tratamento de PRP isolado e/ou combinado com outros tratamentos. Esse procedimento faz parte da medicina regenerativa que usa os recursos do próprio organismo para melhorar e modular doenças variadas. Os fatores de crescimento liberados pelas plaquetas agem em receptores específicos e estimulam reações metabólicas positivas.

A técnica é promissora, mas requer padronização em todas a as suas etapas. Aqui estão alguns dos questionamentos feitos no IMCAS:

É necessário ou não medir as plaquetas dos pacientes anteriormente ao tratamento?

Qual a quantidade de sangue necessário na coleta?

A centrífuga, os tubos, e o tempo de centrifugação precisam ser padronizados?

Qual o número de sessões necessários para o melhor resultado terapêutico e com qual intervalo?

Todas essas questões precisam ser respondidas para que o método possa evoluir com os melhores resultados em todas as suas indicações.

 

Tratamento estéticos nos homens

O homem moderno do século XXI é mais autentico e menos preconceituoso em relação a procedimentos estéticos. Ele está consciente que sua aparência é importante para seu sucesso profissional.

A pele do homem é mais espessa e com maior número de glândulas sebáceas. A limpeza, hidratação e fotoproteção devem ser enfatizadas para prevenir irritações, fotoenvelhecimento e câncer de pele. Além dos cuidados diários, os homens têm procurado procedimentos como toxina botulínica para tratar as rugas de expressão e preenchimento para reestruturação e harmonização da face.

– Preenchimento e toxina botulínica para homens

O rosto masculino é mais largo, o queixo quadrado e a linha da mandíbula é melhor definida e mais proeminente na parte lateral. A testa masculina faz uma ligeira projeção anterior é proeminente e a sobrancelha é reta. A área abaixo da olheira é plana e a região central do rosto tem pouca projeção. A linha da mandíbula é definida e projetada no ângulo da mandíbula. O queixo deve ficar evidente e marcado na mesma distância entre o canto dos lábios.

O preenchimento masculino tem grandes diferenças do feminino pois no caso das mulheres as sobrancelhas são mais arqueadas e levantadas. No rosto feminino a região central é mais cheia e a região malar mais projetada. A linha da mandíbula é definida, mas sem projeção lateral e o queixo é mais fino e projetado frontalmente.

O segredo do preenchimento masculino é sempre menos do que mais. Podem ser utilizadas o ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio e policaprolactona. O objetivo principal é deixar o rosto mis masculino e natural. Os resultados duram cerca de 18 meses.

Não esquecer que de que alguns homens também necessitam tratar a calvície e a gordura localizada para terem um aspecto global harmonioso.

 

Tratamentos que utilizam sangue do próprio paciente são destaque de Congresso Mundial de Dermatologia

Uso do PRP – Plasma Rico em Plaquetas – é indicado para queda de cabelos, calvície, estrias e cicatrizes 

O  Annual  International  Master  Course  on  Aging  Science  (IMCAS) World  Congress  2019, um dos maiores encontros da dermatologia mundial foi realizado em Paris, entre os dias 31 de janeiro e 2 de fevereiro. O evento, conhecido por apresentar as novidades em procedimentos e medicamentos, teve entre os principais destaques o uso do PRP. 8 mil especialistas participaram ainda de discussões sobre avanços  nos  tratamentos de doenças e rejuvenescimento em diferentes áreas do corpo.

Os avanços no uso do PRP  

Segundo a médica brasileira Denise Steiner, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que participou do encontro, o uso do PRP  na medicina é inovador e permite diferentes formas de utilização. A técnica consiste na utilização do sangue coletado do próprio paciente, que deve ser saudável e não estar fazendo uso de medicamentos. Num ambiente protegido, o sangue coletado passa por uma centrífuga e a parte vermelha é separada da parte amarelada, a parte onde se encontram as plaquetas – estruturas que liberam fatores naturais de crescimento. Elas também chamadas de “citoquinas” – que agem em receptores no organismo. “O PRP faz parte da chamada medicina regenerativa que utiliza recursos do próprio organismo nos tratamentos e vem conquistando cada vez mais espaço em diferentes áreas da medicina”, destaca a Dra. Denise Steiner.

Os tratamentos dermatológicos com uso do PRP funcionam da seguinte maneira: o líquido das plaquetas é injetado, por meio de seringas, diretamente na pele, seja através de técnicas de micro-agulhamento, seja por micro-infusão de medicamentos. O procedimento é indicado para os tratamentos capilares, como queda e envelhecimento do cabelo e calvície. “O uso do PRP melhora a qualidade de espessura dos fios. Pode ser associado a outros tratamentos por via oral e até como substituto da Finasterida, para as pessoas que apresentam problemas com essa substância. O PRP é indicado também para tratar estrias, cicatrizes e o envelhecimento cutâneo, nesse caso é usado junto com a radiofrequência e diversos tipos de laser, por exemplo em regiões específicas do pescoço, nesse caso com a técnica de micro-agulhamento”, acrescenta a médica.

A Dra. Denise Steiner é uma das maiores especialistas no uso do PRP na dermatologia. Ela coordenou um grupo de trabalho do Departamento de Dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, sobre o uso do Plasma Rico em Plaquetas. No estudo, 20 pacientes foram submetidos a 3 aplicações de PRP num intervalo de um mês. “O estudo, inédito no Brasil, contou ainda com a parceira de pesquisadores da Universidade de Maringá e os resultados foram bem satisfatórios e com pouquíssimos efeitos colaterais”, conclui a dermatologista.

Tratamentos com células-tronco da gordura 

Um outro tema importante abordado no IMCAS foi a questão da fração mesenquimal da gordura. Nessa técnica, a gordura que é retirada do paciente por lipoaspiração apresenta frações de células tronco – que são as células que dão origem a todos os tecidos e órgãos do corpo e possuem a capacidade única de se renovar. As células-tronco já são usadas para reparar tecidos que foram danificados por doenças, por acidentes ou pelo envelhecimento natural. Na dermatologia, esse tipo de célula vem sendo usado para tratar a flacidez, calvície e promover o rejuvenescimento do rosto.  “Quando essas células-tronco mesenquimais são estimuladas, elas podem produzir colágeno e tem uma função altamente regenerativa que auxiliam muito nos resultados finais. Então, quando se faz um preenchimento com a própria célula gordurosa você não está fazendo só com o tecido gorduroso. Mas também com a fração mesenquimal de células-tronco”, explica. 

Tratamento das mãos

É sempre bom lembrar que as mãos podem revelar a idade da pessoa e hoje se fala muito no uso de recursos combinados para buscar o rejuvenescimento dessa parte do corpo. Por exemplo, usar laser para manchas e laser para peeling junto com preenchimento. Para as mãos, o melhor preenchimento que está sendo considerado pelos especialistas é a Hidroxiapatita de cálcio. “quando essa substância não está diluída, ela promove um preenchimento bem adequado e quando ela está diluída pode gerar uma bioestimulação. A novidade é que você associa um mesmo tratamento num mesmo local”, acrescenta a médica.

Drug delivery

Alguns médicos estrangeiros falaram da micro-infusão de medicamentos feita por uma máquina com motor, do mesmo tipo usado em tatuagens. A máquina faz  a aspiração e provoca uma difusão do medicamento na pele, o que estimula a vascularização por causa da picada e dos fatores de crescimento gerados com o pequeno sangramento que ocorre. A técnica é indicada para alopécia não genética, melasma e fotoenvelhecimento.

Melasma

O uso do ácido tranexâmico via oral está mundialmente consagrado para o tratamento do melasma, como foi observado pela Dra. Denise durante o Congresso. E nesse aspecto o Departamento de Dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes, também é pioneiro, uma vez que foi o primeiro a realizar um protocolo que comparou o uso do ácido tranexâmico com placebo. 

Também para o tratamento do Melasma uma outra novidade é o uso da Cisteamina, uma substância tópica para tratar o melasma. É um clareador com potencial maior que a hidroquinona, que apresenta um cheiro forte e uma dificuldade maior de estabilização. A nova substância beneficia, principalmente, os pacientes que apresentavam resistência a fórmula clássica de tratar a doença, uma combinação de hidroquinona, ácido retinoico e corticoide. 

Rosácea

Principal abordagem apresentada no evento: uso da Toxina botulínica diluída e injetável para diminuir o avermelhamento e fechar os poros.  O tratamento pode ser feito com injeção ou infusão de medicamentos com micro-agulhamento.

Rejuvenescimento do pescoço

Combinação de técnicas de radiofrequência e ultrassom. E também de bioestimulação, feita com hidroxiapatita ou com ácido poliláctico e tratamento específico das linhas horizontais do pescoço com preenchedores especiais. Um ácido hialurônico com pouca concentração usado linha a linha. 

Uso de Bioestimuladores 

A bioestimulação consiste no uso de substâncias, aprovadas, compatíveis com  a pele e com capacidade de quando diluídas e espalhadas sobre a superfície do corpo estimular o colágeno. Essa estimulação do colágeno está relacionada a vários fatores, como o plano de aplicação, a capacidade da substância e a resposta da própria pessoa. É um recurso que tem sido associado aos preenchedores não só no rosto mas também em outras partes do corpo.

A Bioestimulação é uma tendência para se tratar pescoço flácido, braços, abdômen, umbigo triste e o bumbum. No tratamento, são usadas diferentes substâncias em quantidades adequadas para o objetivo proposto. “Entre essas substâncias temos o ácido poliláctico e a hidroxiapatita de cálcio com diluição específica e técnicas de aplicação para levantar o bumbum e vetores para que se possa fazer uma reestruturação dessas regiões”, conclui a Dra. Denise Steiner. 

 

 

Pesquisar

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato para oferecer mais informações:


Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &