Verrugas

O que é?

São alterações na pele que surgem mais frequentemente na meia-estação. O molusco contagioso, por exemplo, é uma espécie de verruga, com aparência de bolinha, que se espalha rapidamente pelo corpo. Já as verrugas podem ser de vários tamanhos e tendem a crescer se não forem eliminadas. Além de comprometer a pessoa esteticamente esses problemas podem, aliados à exposição excessiva ao sol, desencadear o câncer de pele.

Muitos sinais que aparecem na pele são chamados erroneamente de verrugas. Assim é que, qualquer pinta mais elevada. ou até mesmo alguns tumores são considerados como verrugas, É preciso estar atento, porque estas alterações, as verrugas propriamente ditas, são determinadas por vírus e, portanto, podem ser contagiosas tanto para o próprio indivíduo quanto para os que com ele convivem.

As verrugas são causadas pelo vírus de DNA denominado papilomavírus, que possui cerca de 70 subtipos. As lesões benignas são chamadas verrugas enquanto que aquelas associadas às displasias denominam-se condilomas ou papilomas. 0 papilomavírus (HPV) também pode causar carcinoma do epitélio escamoso em indivíduos susceptíveis.

Cerca de 5% das crianças apresentara algum tipo clínico de verruga. Elas podem ser planas, vulgares, filiformes, entre outros. Aparecem como pápulas cru caroços cor da pele, endurecidos, com certa rugosidade e alguns pontos pretos na superfície. Estes pontos são a representação de pequenos vasos trombosados.

Elas podem aparecer em qualquer parte da pele, mas são mais frequentes nos dedos, joelhos e cotovelos. Quando aparecem na planta dos pés, são chamadas popularmente de “olhos-de-peixe” e, na mucosa genital, denominam-se condilomas.

Às vezes, aparecem muitas verrugas ao mesmo durante um período demonstrando que a pessoa apresenta algum tipo de predisposição ou que está com algum problema em relação a sua imunidade.

As verrugas genitais são transmitidas por contato sexual, por isso consideradas como doença sexualmente transmissível.

Há fatores ambientais associados à aquisição das verrugas. Indivíduos que trabalham com as mãos úmidas adquirem verrugas com mais facilidade, assim com aqueles que roem unhas.
Pacientes portadores de hiperidrose (sudorese intensa) também são comprometidos mais frequentemente.

 

Como tratar?

Existem vários tratamentos para as verrugas, dependendo da idade da pessoa, da localização, tratamentos anteriores, etc… Dependendo do caso, pode-se usar pomadas, queratolíticos, ácidos, bisturi elétrico, criocirurgia (com nitrogênio líquido), infiltrações de medicamentos específicos e laser. O tratamento pode obter resultados positivos rapidamente mas, às vezes, pode ser prolongado e cansativo.

Os cuidadas gerais, portanto, são sempre aconselháveis: manter as mãos sempre limpas e sem machucados, não fazer tratamentos caseiros (do tipo colocar ervas ou ácidos domésticos), evitar contato com pessoas infectadas e não demorar para procurar o tratamento quando a primeira lesão surgir.

Existem inúmeras técnicas para a retirada de verruga. Podemos fazer curetagem (raspagem) mais eletrocauterização, as mesmas também podem ser tratadas somente com eletrocauterização. Também são utilizados lazeres, em especial o laser ablativo. Outro método utilizado é o nitrogênio líquido, que é uma queimadura pelo frio e que também elimina a verruga.

São utilizadas técnicas com ácidos, usados no consultório após a raspagem local. O médico dermatologista é o especialista mais indicado para o diagnóstico e tratamento. Há também infiltrações intralesionais com quimioterápicos como bleoxane e nutotrexate.

Leia mais

Verrugas: perguntas frequentes

Pesquisar

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato para oferecer mais informações:


Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &