Mais sobre Rosácea – Revista Claudia

A rosácea é uma doença de pele que compromete principalmente as mulheres, deixando a pele vermelha e sensibilizada. Essa alteração é semelhante a acne, pois além de vermelha a pele pode apresentar lesões parecidas com as espinhas e por esse motivo foi durante muito tempo chamado de acne rosácea. A rosácea é diferente da acne e até o momento não há um completo entendimento do seu mecanismo de ação. Sabemos que os vasos estão dilatados e flácidos, e que a pele com rosácea é sensível e desidratada e com mais quantidade de ácaros.

 

Sendo assim muitas situações do dia a dia pioram a rosácea, tais como: mudanças bruscas de temperaturas, ar condicionado, bebidas alcóolicas e também crises de estresse emocional. A pele com rosácea apresenta-se sempre avermelhada com os vasos aparentes na superfície cutânea além da presença de lesões semelhantes a espinhas que evoluem em surtos. Os olhos podem ser comprometidos lembrando uma conjuntivite inflamatória e o nariz pode aumentar levando a em quadro chamado rinofima. Outra questão importante é que a rosácea está associada a comorbidades graves como doenças inflamatórias do intestino e estômago, doenças cardiovasculares e até mesmo depressão.

O tratamento da rosácea é medicamentoso devendo ser indicado pelo médico dermatologista e utiliza grupos de antibióticos com características imunomoduladoras como minociclina, doxiciclina, tetraciclina. Também são usados medicamentos como cremes com metronidazol e ivermectina. Os cuidados diários como limpeza, hidratação e fotoproteção são fundamentais para o sucesso do tratamento. A limpeza deve ser feita com sabonetes cremosos e neutros que evitem a desidratação da pele. O hidratante deve ser cremoso e com características calmantes sendo utilizada de 2 a 3 vezes por dia. O filtro solar não pode ser seco, precisa promover hidratação e de preferência ser orgânico e não químico.

A pele com rosácea é sensível, delicada e desiquilibrada e por isso os cuidados devem ser precisos e minimalistas. Após a melhora inicial, são usados lasers para diminuir os vasos dilatados.

Trabalhos mais recentes também têm enfatizado o uso da toxina botulínica aplicada de forma superficial para controlar o avermelhamento da pele com rosácea

Quanto mais efetivo e precoce for o tratamento menor será o número de complicações e mais chance da cura definitiva.

Leia mais

Rosácea

Pesquisar

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato para oferecer mais informações:


Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &