Dicas para a pele no inverno

A pele é o maior órgão do corpo humano com interface para o meio exterior.

A pele é ao mesmo tempo o reflexo do que esta dentro e o anteparo para do que vem de fora.

Milhões de células e estruturas interagem e respondem aos estímulos genéticos, alimentares, ambientais, hormonais e emocionais.

Hoje que falamos tanto de alterações climáticas também precisamos refletir como este órgão equilibrado e interativo que recobre e protege o ser humano irá reagir a estas mudanças ambientais.

É interessante dizer que no inverno a proposta da pele é manter a temperatura do corpo e para isto ela gasta energia e perde água.

A principal alteração da pele no frio (inverno) está relacionada à desidratação da mesma. Esta desidratação ocorre automaticamente por evaporação da água via camada córnea e piora devido a outros fatores enumerados a seguir.

1- Suamos menos e o suor é também um hidratante secundário.

2- Produzimos menor quantidade de óleo pois a diminuição da temperatura externa estimula menos a glândula sebácea.

3- Tomamos banho mais quente e desengorduramos a pele.

4- Temos menos sede, suamos menos portanto a quantidade de água ingerida é menor.

 

No frio a pele por todos os motivos numerados fica mais seca e com vários sintomas a saber:

1- Esbranquiçada e descamativa.
2- Avermelhado e sensível
3- As pernas ficam com verdadeiras escamas semelhantes aquela dos peixes.
4- A pele coça muito mais
5- A pele do idoso tem mais manchas arroxeadas
6- As pessoas alérgicas coçam mais.
7- Os eczemas pioram muito (eczemas são doenças de pele associadas a alergias que coçam muito causando ferimentos).
8- Os lábios ficam esbranquiçados e repletos de escamas.
9- As unhas ficam secas e esfoliativas
10- Os cabelos ressecam e ficam com pontas duplas.
11- Os cotovelos e joelhos ficam mais grossos e ressecados.

As crianças ficam com mais sintomas respiratórios e tendem a manchar a área ao redor do nariz.

As pessoas usam roupas e sapatos podem ter mais alergia pela lã, tecidos sintéticos.

A caspa seca pode aparecer devido à desidratação do couro cabeludo.

No entanto as mãos ressecam, ficam ásperas e com feridas. A intolerância a produtos químicos é maior.

É a época ideal para fazer tratamentos que esfoliem e descamam a pele (pois o sol é mais fraco e há menos tendência a manchar).

 

Dicas para a pele ficar melhor no inverno

– Tomar muita água
– Tomar banho menos quente e mais rápido
– Usar sabonete neutro
– Usar óleos ou hidratantes no banho
– Usar roupa de algodão em contato com a pele
– Usar hidratante uma vez ao dia
– Hidratantes podem ser a base de: ureia, ácido hialurônico, sorbitol, óleo de maracujá, ceramidas, lipossomos, óleos essenciais, alfa hidroxiácidos (glicólico, mandelico, lático entre outros.
– Usar hidratante oclusivo com plástico no cotovelo e joelho (abafar).
– Evitar coçar as pernas, não usar meias apertadas
– Usar hidratantes e luvas para fazer os serviços domésticos
– Ingerir alimentos variados com vitaminas antioxidantes

Leia mais

Dermatologia Clínica
Obesidade e Pele
Dicas para a pele no Verão
Protetor Solar
Fatos e Casos de Verão
Vitaminas
Tabela de Vitaminas

Pesquisar

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato para oferecer mais informações:


Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &