Pequenas cirurgias

O que é?

São cirurgias de pequeno porte realizadas no consultório para retirada de lesões como pintas, cistos, xantelasma, queratose seborreica, entre outras.

Estas cirurgias são realizadas com o uso de anestesia local em creme ou aplicado com injeção infiltrativa.

Para realização de cada uma dessas cirurgias, podemos utilizar pequenas tesouras retas ou curvas, curetas que são materiais de raspagem ou também bisturi com lâminas de tamanhos variados.

A pequena cirurgia será feita de acordo com o tipo de lesão.

Como fazer a cirurgia de:

  • Cisto sebáceo:
    Anestesia local com injeção infiltrativa.
    Corte na superfície da lesão de cerca de 1cm e através desse orifício retiramos a capsula que tem sebo no seu interior.
    Não é necessário dar pontos e quando retirado totalmente não há recidiva.
  • Queratose seborreica:
    Lesões benignas de superfície irregular acastanhados ou enegrecidos que são raspados com uma cureta que é um instrumento cortante que lembra uma colher.
    A queratose seborreica é superficial e não precisa de corte, só de raspagem.
    Cicatriza com crosta em cerca de 8-10 dias.
  • Siringoma:
    O siringoma é uma lesão papulosa, dura, cor da pele que normalmente fica localizado na região palpebral onde a pele é mais fina.
    As lesões são múltiplas, amareladas ou cor da pele.
    Anestesiamos o local com injeção infiltrativa.
    Sua retirada pode ser feita com tesoura pequena e curva que corta a lesão deixando cicatrizar por 2ª intenção.
  • Acrocórdon:
    O acrocórdon é uma lesão mole, acastanhada pendurada na pele. Pode aparecer no pescoço, colo e no rosto.
    Para retirá-los usamos anestésico em creme e cortamos a lesão com uma tesoura pequena. A lesão é cortada rente, há um pequeno sangramento e a recuperação é rápida 3-5 dias.
  • Hiperplasia sebácea
    É uma lesão papulosa, amarelada, encrustada na pele que aparece em geral no rosto e colo.
    Usamos anestesia local ou infiltrativa e em seguida desincrustamos a lesão da pele com uma tesoura curva. A recuperação é sem ponto e a lesão não costuma recidivar.
  • Pintas:
    As pintas suspeitas são retiradas por corte.
    A anestesia é infiltrativa e usamos um bisturi para cortar.
    Em geral fazemos um corte em fuso, retiramos a lesão também com a tesoura e em seguida damos os pontos, que devem ser retirados em 7 a 15 dias.
    Na recuperação é importante não movimentar muito a região para que tenhamos uma boa cicatrização.
  • Nevo rubi:
    O nevo rubi é uma lesão vascular e tem esse nome por parecer uma pedrinha de rubi.
    Não são lesões malignas e usamos anestésico em creme, cortamos ou queimamos com bisturi elétrico.
    A cicatrização é rápida, levando até 3 dias.
  • Molusco contagioso:
    É uma lesão viral que ocorre frequentemente em crianças.
    É uma pápula cor da pele com umbilicação central e usamos cureta para sua retirada.
    Usamos anestésico local em creme e a cureta raspa a lesão que sai por inteiro com um ligeiro sangramento. A cicatrização é rápida pois trata-se de lesão superficial e muito contagiosa.
  • Xantelasma:
    O xantelasma é um tipo de xantoma.
    Trata-se de uma lesão plana e ligeiramente elevada que pode estar relacionado ao aumento do colesterol.
    Para retirá-lo usamos ácidos ou corte com bisturi. A escolha vai depender do tamanho e localização da lesão.
    A anestesia é com creme ou infiltrativa.
    Em geral permanece uma área esbranquiçada ou uma pequena cicatriz.
  • As pequenas cirurgias realizadas em consultório dependem sempre do diagnóstico preciso que é feito pelo dermatologista experiente.

Pesquisar

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato para oferecer mais informações:


Clínica Denise Steiner. Dermatologia | 2017. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por &