:: Dermatologia Clínica

Acne na mulher adulta

A acne é caracterizada pelo aparecimento de cravos e espinhas em pele oleosa que tem início da época da puberdade. Todos os adolescentes quando começam a produção de hormônios apresentam aumento de oleosidade e aparecimento de alguns comedões e espinhas.
Aqueles cuja genética é muito forte favorecendo o excesso de produção de sebo vão ter a acne mais grave com aparecimento de espinhas inflamadas nódulos, cistos e cicatrizes.

O estresse pode piorar a acne e a acne pode piorar o estresse e até levar a depressão, formando um círculo vicioso. Alimentos gordurosos, como chocolate, parecem não ter uma relação direta com a acne. Isto não significa que seja saudável a ingestão exagerada dos mesmos.

O tratamento da acne deve ser feito por especialistas. É importante evitar a manipulação excessiva, porque esta pode favorecer cicatrizes. A limpeza de pele deve ser indicada pelo médico e feita por profissional competente.

A limpeza e lavagem da pele é importante nos casos de tratamento da acne. Devem ser usados sabonetes próprios porque podem ser abrasivos, líquidos ou em barra. Devem ser evitados os produtos que contenham excesso de álcool, porque os mesmos determinam um efeito rebote piorando o excesso de óleo. Quando a acne tem muitos comedões, podem ser usados os retinóides que são queratolíticos (medicamentos que trocam a pele e evitam o entupimento da mesma). Neste grupo estão os derivados da vitamina A como: isotretinoína e ácido retinóico.

Quando houver muita inflamação e infecção podem ser necessário o uso de antibióticos tópicos ou por via oral. Existe na acne, o crescimento exagerado de bactérias devido ao aumento de sebo. O antibiótico controla o caso, mas não promove a cura. Eles são usados por períodos prolongados, melhorando a inflamação e infecção.

Hoje também existe uma medicação que promove a cura em 85% dos casos tratados. O medicamento em questão é a isotretinoína que tem ação em diminuir o sebo, evitar o entupimento e controlar o crescimento bacteriano. A isotretinína promove excelentes resultados, mas é um medicamento com o qual deve haver alguns cuidados.

São necessários exames prévios para avaliar o fígado e o colesterol e triglicérides para iniciar o mesmo. Além disso, o remédio é teratogênico e deve ser evitado na gravidez.

As mulheres em idade fértil precisam ser orientadas e devem assinar termo de compromisso. A isotretinoína também pode causar ressecamento e descamação na pele. O excesso de sol precisa ser evitado, pois a pele está mais sensível. Tratamentos coadjuvantes com peelings podem ser feitos para melhorar as manchas e deixar a pele mais limpa. As cicatrizes são difíceis de tratar e necessitam de recursos mais amplos. Podem ser feitos peelings mais profundos e também a laser.

É muito importante tratar o adolescente, pois ele está numa fase de auto afirmação, crescimento e amadurecimento sendo crítica sua aparência e auto estima.
 

 

 

voltar

2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados
2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados