:: Dermatologia Clínica

É normal a mulher ter acne na fase adulta?

O aparecimento da acne em mulheres, na fase adulta, não é considerado um fato normal. Isso, porque, esse tipo de problema é comum no início da produção dos hormônios, o que ocorre na adolescência.

Portanto, mulheres que apresentam um quadro de acne, devem passar por exames detalhados para detectar qual a origem do problema. Geralmente, as causas dessa acne estão associadas a disfunção hormonal, ou relacionadas com ovários policísticos, ou ainda, com o aumento dos hormônios andrógenos, responsáveis pelo estímulo à glândula sebácea, provocando o entupimento e conseqüentemente, as espinhas.

Além disso, a acne pode estar ligada a problemas mais graves como um tumor de ovário adrenal ou ainda, pode não haver nenhuma alteração, mas, a mulher pode responder mais intensamente ao andrógeno, caracterizando-se o caso como alteração periférica.

Nesse último caso, existem tratamentos específicos que são os chamados anti-andrógenos, substâncias que inibem a ação do andrógeno, de maneira sistêmica e local.

Vale destacar que os tratamentos, em geral, são longos e duram cerca de um ano. No início, são prescritas doses mais altas dos anti-andrógenos e no final do tratamento essas doses estão mais baixas. Há possibilidade total de reverter o quadro e, somente, se houver cicatrizes é que será um pouco mais difícil para a pele voltar ao normal.

Outro fato relevante com relação à acne na mulher adulta é que não existe tratamento preventivo para o caso, e a terapia será prescrita de acordo com as causas dessa acne.

Atualmente, cerca de 30% das mulheres, com mais de 20 anos, que vão ao meu consultório, apresentam esse tipo de problema que, se não for tratado, vai persistir até à menopausa.

Para essas mulheres uma das saídas é a flutamida, um anti-andrógeno, não hormonal, não antibiótico, que age no receptor, bloqueando-o dentro da célula e caracterizando-se por apresentar uma ação periférica, ou seja, conseguindo com que não haja ação dos andrógenos na pele.

Trata-se de um remédio eficaz, que pode ser prescrito em doses relativamente baixas, com poucos efeitos colaterais. A exceção ao uso se dará somente em mulheres grávidas que, normalmente, não podem tomar uma série de outros produtos.

Mas, voltando ao problema da acne na mulher adulta propriamente dito, vale enfatizar que, o mais importante nesse caso é a pesquisa ou o diagnóstico, para saber quais são as causas da doença e a gravidade da mesma. A partir dessa análise é que o médico poderá adotar os tratamentos específicos.

 

 

voltar

2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados
2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados