Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia

:: Dermatologia Estética

Toxina Botulínica e área dos olhos

Os efeitos clínicos da toxina botulínica são observados desde o século XIX, sendo inicialmente usada, para tratamento de estrabismo, distonia cervical e espamos. Atualmente seu uso já está consagrado para tratamento de algumas condições estéticas.

A área dos olhos está estreitamente ligada ao grau de envelhecimento de uma pessoa, sendo queixa muito comum entre os pacientes que procuram tratamento para envelhecimento. Atualmente há várias opções terapêuticas para tratar a área dos olhos, sendo o uso cosmético da toxina botulínica um recurso fundamental, uma vez que pode agir nas rugas, bolsas, sobrancelhas e na abertura ocular.

As rugas da área dos olhos, popularmente chamadas de "pés-de-galinha", ocorrem ininterruptamente com a movimentação da face (sorriso, fotofobia) e podem ser tratadas com toxina botulínica de acordo com critérios que respondam ao grau de enrugamento individual. Os pontos de aplicação devem seguir a orientação de manter uma distância de aproximadamente 1 cm da rima ocular (tendo como referência a parte óssea), meio centímetro para cima e para baixo, desenhando um semi círculo. O melhor efeito ocorre em indivíduos sem sobra de pele nesta região.

A elevação da sobrancelha é desejada por muitos pacientes que procurara tratamento com toxina botulínica. Este efeito é conseguido com a aplicação de 1 a 2 U da toxina na região lateral superior da sobrancelha; justaposta á mesma, Além da elevação da sobrancelha, este ponto também contribui para uma maior abertura ocular.

Recentemente tem sido utilizada a toxina botulínica para tratar a pálpebra inferior, nos casos em que há pouca flacidez e poucas rugas, sendo utilizado um ponto no centro da pálpebra inferior, justaposto aos cílios. Este ponta garante a melhora das linhas da pálpebra inferior e uma maior abertura ocular.

É sempre importante que o médico observe muito bem as peculiaridades do seu paciente, tendo o conhecimento adequado para oferecer os melhores resultados, para isso é fundamental o conhecimento da anatomia da região e do produto, além do domínio da técnica. As características individuais devem ser muito bem analisadas, sendo realçados os pontos positivos do paciente e disfarçados os pontos que pioram a estética da área dos olhos. É preciso ter muito cuidado para não realçar pontos negativos do paciente. Deve sempre ser avaliado o rosto como um todo.

 

 

voltar

2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados
2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados