Melasma

Todos sabemos o quanto o melasma é perturbador para seus portadores. Essa mancha não é simplesmente o excesso de melanina, mas sim um conjunto de alterações que favorece um desequilíbrio no melanócito que responde exageradamente a vários estímulos. É por essa razão que o melasma, além de piorar com o sol e o calor, também piora com a pílula anticoncepcional, remédios, doenças e estresse.

No Congresso da Academia Americana de Dermatologia foi apresentado o ácido tranexâmico (via oral), como droga promissora no controle do melasma. Temos estudado e utilizado essa substância na forma tópica, injetável e sistêmica para o tratamento do melasma, já há algum tempo. Nossa experiência está publicada na Revista Surgical And Cosmetic Dermatology, revista oficial da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

O ácido tranexâmico inibe a transformação do plasminogênio em plasmina que é responsável por ativar fatores melanogênicos e piorar as manchas da pele. Essa substância (ácido tranexâmico) neutraliza a plasmina e funciona como um protetor que preserva a pele da inflamação causada pela luz ultravioleta.

O medicamento deve ser indicado e prescrito pelo médico, pois existem algumas contra indicações que devem ser respeitadas.

O ácido tranexâmico é um tratamento promissor para melhorar essa mancha tão perturbadora para a qualidade de vida do seu portador.

Denise Steiner

 

17 comentários em “Melasma”

  1. A título de curiosidade, o ácido tranexâmico vem sendo muito utilizado no Japão há bastante tempo. Inclusive os primeiros estudos que sairam relacionando o ácido tranexâmico a um possível clareamento foram feitos pela japonesa Shiseido. Uma outra curiosidade é que a Shiseido usa ácido tranexâmico em quase todos os seus hidratantes, mesmo os que não alegam combater manchas. O motivo é que desde a década de 90 a empresa vem divulgando estudos mostrando que a aplicação tópico do mesmo pode combater o ressecamento da pele e estimular a regeneração de sua função de barreira.

  2. Gostaria do telefone de contato para agendar a consulta, pois preciso fazer um tratamento eficaz contra as manchas do melasma que tanto me incomodam.

    1. Obrigada pelo contato:
      Fones: (0xx11) 3825-9955 / 3825-9968
      Clínica Denise Steiner
      Av. Arnolfo de Azevedo, 84
      Pacaembu – São Paulo – SP

    1. Olá,
      Para orientação de tratamento para qualquer problema é necessária uma consulta. Isso ocorre por dois motivos: o primeiro porque, eticamente o Conselho Federal de Medicina não permite consultas por e-mail. Em segundo lugar, porque é necessária uma avaliação pessoal.
      Agradecemos a compreensão.

  3. Tenho melasma e minha Dra receitou transimim, estou com medo de tomar pois tenho pressão e colesterol alto, e, ainda sou fumante . Será que posso tomar este remédio ?

    1. Boa tarde,
      Cada situação é individual. Sendo assim, é fundamental a consulta médica para avaliação e recomendação do tratamento apropriado a cada caso. Ratificamos que a prática de diagnóstico ou consulta por e-mail é proibida pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) e portanto o médico pode ser penalizado se assim proceder. Obrigada pela compreensão.

      Mais informações sobre o melasma e formas de tratamento estão no meu artigo do blog, neste link:
      http://denisesteiner.com.br/blog/?p=303

  4. Gostaria de saber se o ácido tranexamico pode ser comprado em farmácia ou precisa ser manipulado? Há alguma diferença para o tratamento do melasma do ácido em comprimido ou em cápsula?

    1. É perigoso utilizar o ácido tranexâmico, via oral, sem acompanhamento médico, pois trata-se de ativo “off label” indicado até o momento para outras alterações. É necessário que você faça uma consulta e também exames específicos antes de iniciar essa medicação.

  5. Doutora, boa tarde!

    Adorei as informações, muito útil, gostaria de tirar uma duvida, cenoura e beterraba cruas e açafrão, comidos diariamente, são prejudiciais para quem é portador de melasma?

    Obrigada

    1. Agradeço o interesse em meus artigos e saiba que os faço com todo o carinho e comprometimento. No entanto, é necessário esclarecer que a área médica segue a regulação do Conselho Federal de Medicina. Este órgão, até o momento, proíbe o atendimento e as receitas de medicamentos sem que haja o exame físico do paciente. Portanto, é necessária uma consulta para avaliação profunda e completa e melhor indicação de tratamento.

      Sem mais, coloco-me à disposição.
      Denise Steiner

  6. Doutora, bom dia.
    Tenho travado uma luta há anos contra o melasma, já tentei de tudo, sem resultados efetivos. No último ano as manchas aumentaram muito. Eu tenho lido bastante sobre o ácido Tranexâmico e sobre a aplicação intraderme. Como estou em Brasília, não seria viável me propor a fazer um tratamento em outro estado. Gostaria de saber se teria algum bom dermatologista que já faz uso da técnica em Brasília para recomendar. Gostaria muito de fazer uma avaliação do meu caso.
    Grata.

    1. Indicações em Brasília: Gilvan Alves e Izelda. A Izelda trabalha com microagulhamento. Mas não saberia informar especificamente quem trabalhe com ácido tranexâmico via oral.

  7. Boa noite Dra.
    Gostaria de uma indicaçao de um Dermatologista aqui na regiao de Boston/USA, resido na região e tenho feito pesquisas para o tratamento do Melasma mas os Dermatos por aqui nao têem conhecimento do acido tranexamico, existe algum tópico com o ácido tranexamico ou outro clareador que poderia ser comprado sem prescrição médica?
    Obrigada

    1. Não conheço nenhum dermatologista em Boston. Existe um produto da USK que tem tranexâmico, e já está em alguns lugares nos Estados Unidos, mas não sei se encontraria. É o Retinol Restorer, da USK, que tem um pouco de ácido tranexâmico. Recomendo que procure um dermatologista que esteja familiarizado com o uso do ácido tranexâmico via oral. Estou à disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *