TENDÊNCIAS E NOVIDADES PARA GORDURA LOCALIZADA

Já está aprovado pelo FDA e chegando a qualquer momento No Brasil, um produto injetável para tratamento de gordura localizada.

Trata-se de uma abordagem minimamente invasiva. O “padrão ouro” do tratamento da gordura localizada é a conhecida lipoaspiração, porém cada vez mais, as pessoas procuram por tratamentos menos invasivos e com recuperação mais rápida. O novo produto em questão receberá o nome de Kybella nos Estados Unidos.

A substância ativa do produto é o ácido deoxicólico que destrói a célula gordurosa quando é injetado na mesma, sendo necessárias algumas aplicações com intervalo de 3 semanas. Provoca um discreto dolorimento e inflamação no local que melhora em cerca de 5 dias.

Esse produto não é tratamento para obesidade e nem excesso de peso, mas sim, para áreas localizadas com algum excesso de gordura.

A substância é aplicada com uma agulha calibre 25 a 27 espalhando o ativo na região afetada. Como o produto provoca a morte celular, é importante lembrar que é preciso ser exatamente no local com excesso de gordura.

Essa substância age contra a célula gordurosa. Já existia um produto anterior denominado lipostabil e que foi proibido pela Anvisa, especialmente devido ao seu uso indiscriminado.

Os protocolos já realizados para a aprovação do produto mostram bons resultados, com poucos efeitos colaterais.

São necessárias algumas aplicações, aproximadamente 4-6 para melhorar a região do mento, culote, face interna do braço e ou perna e joelho.

Outro produto que também é usado para esse fim, denominado lipo 202, está em fase 3 de protocolo e ainda não foi liberado pelo FDA. Seu mecanismo de ação seria através do ativo denominado salmeterol xinafoato, que é um bloqueador dos receptores Beta, modificando a fisiologia da célula gordurosa.

Há boas perspectivas para esse tipo de tratamento.

Ácido Hialurônico / Preenchimento

A procura por tratamentos para melhorar a pele envelhecida é sempre crescente, visto que a aparência agradável e bonita está relacionada à autoestima e sucesso profissional e social.

Uma das opções de tratamento facial para melhorar a aparência e também proporcionar melhor contorno e volume na face é o PREENCHIMENTO.

Recentemente ocorreu a morte de uma modelo, que foi associada ao preenchimento com o ácido hialurônico. É importante ressaltar que o procedimento com ácido hialurônico é seguro e certamente não ocasionou a morte da modelo. Esse fato traz à tona novamente, a importância de realizar procedimentos com profissionais qualificados para tanto, em clínicas especializadas, que trabalham com produtos aprovados pela Anvisa.  

O fato é que ninguém morre de aplicação por ácido hialurônico, que é o preenchedor mais usado e conhecido no mundo. Milhões de pessoas foram e são tratadas com esta substância, sendo que, o índice de complicações não atinge 1% em todos os países onde o produto é utilizado, ao longo de quase trinta anos de existência.

Vale a pena conhecer um pouco da história deste produto, o ácido hialurônico, para entendê-lo melhor.  

Os primeiros preenchedores foram utilizados e aprovados em 1996 na Europa, sendo que o ácido hialurônico foi um dos primeiros. Ele consiste em um complexo natural de açúcar que retém água em grande quantidade e que já existe nos organismos vivos. Trata-se de uma cadeia linear de polissacarídeos e glucosamina, ocorrendo em grande quantidade na matriz do tecido conectivo da pele. Traduzindo, a pele do ser humano está repleta de moléculas de ácido hialurônico que ajudam na hidratação e tonicidade da pele. O ácido hialurônico natural é metabolizado em 24 – 48 horas, sendo novas moléculas produzidas e destruídas constantemente pelo organismo.  

No princípio, o ácido hialurônico era extraído de animais, porém mais recentemente o processo da sua produção é por bactérias específicas que produzem o mesmo tipo de ácido hialurônico existente na pele humana. Esse produto é purificado e passa por um processo de cross link ou reticulação, que significa promover uma modificação química na molécula, deixando suas cadeias mais firmes para que haja uma permanência e duração maior na pele.  

O ácido hialurônico hoje é produzido com várias concentrações, nível de reticulação e densidades diferentes. Ele não é permanente e vai durar cerca de 1 ano. Deve ser evitado em pessoas com tendência a alergia ou choque anafilático, aqueles que tomam medicações anticoagulantes, aqueles que tenham doenças autoimunes, ou medo demasiado de agulha.

Desde o início de seu uso, sua indicação só tem aumentado, podendo ser usado no lóbulo da orelha, para melhorar a olheira, corrigir defeitos nasais, sulcos, rugas, contorno e volume facial, trazendo resultados muito positivos, com melhor qualidade de vida às pessoas. 

A aplicação deve ser feita por médicos especializados e esse é o ponto crucial do processo, pois este especialista precisa conhecer precisamente a anatomia da face. Além disso, o médico dermatologista tem que dominar a indicação mais correta do produto, evitando a aplicação em determinadas situações.  

Portanto, a escolha do profissional médico para o procedimento, em clínica especializada, que siga corretamente as determinações do órgão regulador, Anvisa, continuam sendo determinantes.

Acne na mulher adulta

Conforme já falamos, a acne vulgar é uma condição inflamatória crônica do folículo pilo-sebáceo, particularmente comum em adolescentes e adultos jovens… porém, pode se prolongar pela vida adulta, principalmente em mulheres, prejudicando muito a auto estima e causando significante prejuízo emocional. O estresse pode piorar a acne e a acne pode piorar o estresse e até levar a depressão, formando um círculo vicioso prejudicial à saúde.

A acne da mulher adulta apresenta algumas características específicas, como: lesões mais inflamadas e doloridas localizadas no queixo e surtos relacionados à pré-menstruação. Quando há suspeita de ovário policístico, o tratamento geralmente é com pílulas anticoncepcionais com progestágenos anti androgênicos, ou seja, uma parte da composição da pílula neutraliza os hormônios masculinos. Também pode ser usada a metformina, nas mulheres que tem ovário policístico associado. É necessária a dosagem hormonal além do exame ultra sonográfico. Estabelecendo-se a causa do hiperandrogenismo, a cura pode ser clínica (ovário policístico) ou cirúrgica (tumores).

Tratamento sistêmico:

O tratamento sistêmico baseia-se no uso de antibióticos, anti-androgênicos e isotretinoína. Os antibióticos de amplo espectro são utilizados no tratamento da acne moderada a severa, normalmente em baixas doses, sem grandes efeitos colaterais. Os antibióticos são usados continuamente, por um período mínimo de seis a oito meses. São uma opção de tratamento terapêutica oral para a acne, sendo a tetraciclina em geral, a primeira droga a ser usada, exceto nos casos de alergia ou intolerância, ou nos casos de gestantes, quando a opção é a eritromicina. Hoje, outros antibióticos podem ser utilizados como a azitromicina com posologia confortável utilizando 1 cápsula ao dia, a mesmo pode ser utilizado em sistemas de pulso a cada 15 dias.

Os antiandrogênicos só estão indicados no sexo feminino. A isotretinoína é usada nos pacientes que não obtiveram a resposta favorável com tratamentos convencionais. Quando a acne tem muitos comedões, podem ser usados os retinóides que são queratolíticos, medicamentos que trocam a pele e evitam o entupimento. Neste grupo estão os derivados da vitamina A como: isotretinoína e ácido retinóico.

A isotretinoína foi introduzida em 1979, e desde de então, é amplamente utilizada.  Ela ataca diretamente as causas do problema da acne, reduzindo o tamanho das glândulas sebáceas e a secreção do sebo, amenizando os processos de inflamação e infecção. Portanto, é um medicamento que age nos quatro fatores patogênicos da acne: excressão de sebo, inflamação, colonização do Propionibacteruim acnes e comedogênese. O tratamento dura cerca de cinco a dez meses, mas esse período pode variar de paciente para paciente. Só o médico pode determinar qual será a duração exata. Em geral, quando menor a dose diária, maior o tempo de duração de tratamento. A dose também vai depender de cada caso, variando de acordo com o peso da pessoa. Alguns cuidados devem ser tomados antes do início do tratamento com a isotretinoína, principalmente em mulheres em idade fértil, que não podem engravidar até um mês após terminar o tratamento, período em que a substância permanece no organismo, podendo causar má formação fetal. Nos homens, porém, a substância não provoca alteração no esperma nem qualquer outro fenômeno relacionado à função reprodutiva.

Tratamento da acne com Terapia Fotodinâmica:

Dentre os novos tratamentos o que se considera melhor é a terapia fotodinâmica.

Esta terapia preconiza o uso de loção ou creme derivados do ácido amino-levulínico na pele seguido da aplicação de luz. Este produto é de uso exclusivo do médico e deve ser passado no consultório. Em seguida a colocação do produto na área afetada, a mesma é ocluída com papel alumínio (produto é instável) e o paciente permanece de 30 a 120 minutos com o mesmo. Após este tempo o papel é retirado e aplica-se uma luz especial por um período de 10-15 minutos. O produto ao penetrar na pele tem afinidade com as glândulas sebáceas e interage com as mesmas formando moléculas reativas e luminosas chamadas de porfirinas. A luz tem afinidade extrema por estas moléculas e joga todo o calor nas glândulas, podendo destruí-las total ou parcialmente. Este tratamento é recente, mas tem tido ótimos resultados. São necessárias cerca de 5 sessões com intervalo de 3 a 4 semanas para atingir bons resultados. A pele fica muito sensível (vermelha) 24 horas após a luz. Pode também haver descamação durante 3 a 4 dias pós aplicação. O uso do filtro solar neste período é indispensável.

É importante lembrar que a orientação do dermatologista é imprescindível para administrar qualquer medicamento.