Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia

:: Publicações

Micose de unha: combata esse mal

Por Keyla Assunção

A micose de unha, denominada onicomicose, é fácil de se identificar. A unha escama e fica com uma coloração escura produzindo um odor muito forte, podendo inclusive ocorrer o seu descolamento. Costuma ser mais freqüente nos adultos e idosos. Acomete mais os dedos dos pés, mas pode ocorrer nas mãos.

Os sintomas são a deformação e o esfarelamento da unha, que se descola do dedo. Às vezes, provoca dor e certa pressão nas regiões de ataque do fungo. Atinge a unha de três maneiras: sob a borda, que fica espessa e partida; na base: iniciando-se na cutícula e deteriorando a sua superfície, forma placas brancas sobre a unha, atingindo toda a área.

Para evitar o problema é aconselhável secar bem os pés (com a toalha pessoal), usar sandálias individuais nas áreas de piscinas, não compartilhar objetos pessoais como alicates de unha, escovas e pentes, buchas e esponjas de banho, a não ser que tenham sido devidamente esterilizados e use creme hidratante, à base de silicone, para formar uma película protetora para sua pele.

Segundo Denise Steiner, dermatologista, as pessoas com micose nas unhas podem usar esmalte, destacando-se que eles acabam sendo um tipo de proteção. “Existem até medicamentos, à base de esmalte, que podem ser usados nos casos de micose que não são muito graves”, afirma a médica.

O tratamento é geralmente demorado e necessita, juntamente com um bom medicamento, da colaboração ativa e persistente do paciente. O tratamento pode ser feito com comprimidos decompostos antimicóticos ou antifúngicos, e/ou mediante aplicação de um esmalte com composto antifúngico. 

O crescimento de uma nova unha geralmente requer um longo tempo. Portanto, é preciso ter paciência, mesmo que decorridas algumas semanas de tratamento, e não tenha observado nenhuma melhora aparente. Uma unha normal e sadia, cresce cerca de 2mm por mês. 

Com relação à cutícula a dica é não retirá-la em demasia, pois ela age como uma proteção à unha e a ausência da mesma pode propiciar o aparecimento da micose. Além disso, observe sempre se o material utilizado pela manicure é esterilizado.

Em se tratando de doença, a prevenção é sempre o mais aconselhável. A indicação é que na primeira alteração de coloração ou textura da unha a pessoa procure um médico especialista. 

 

 

 

 

 

 

 

 

voltar

2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados
2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados